quinta-feira, 12 de maio de 2016

Costa de Caparica: notas cronológicas

Assim como a Trafaria, a Costa de Caparica era originalmente um aglomerado de pescadores, que no ano de 1770 se estabeleceram vindos de Ílhavo [e, mais tarde, do Algarve,] nas suas próprias embarcações.

Pescador (detalhe), Narciso Alfredo de Morais,  1923.
Imagem: ARCADJA

As suas habitações não passavam de pequenas cabanas de colmo dispostas no areal, onde os pescadores se abrigavam durante o Verão, queimando-as no fim da campanha e regressando às suas origens [...] (1)

1472Criação da freguesia da Caparica pelo Papa Sisto IV.
1558Edificação do Convento dos Capuchos por ordem de Lourenço Pires de Távora.

Mapa de Portugal, Fernando Álvares Seco, 1561
Imagem: Wikimedia Commons (detalhe)

1755Devido ao terramoto há registo de mortos e o Convento dos Capuchos é afetado.
1780Construção do cemitério da Costa.
1800Edificação da primeira casa de alvenaria na Costa, a Casa da Coroa a partir de 1824.

Costa da Caparica, Casa da Coroa.
Imagem: Centro de Arqueologia de Almada

1834Camponeses instalam-se no Convento dos Capuchos.

Caparica, Convento dos Capuchos, década de 1900.
Imagem: Hemeroteca Digital

1840Incêndio, fogo do Quinquilheira, que destrói 48 barracas.
1856Construído o primeiro caminho de ligação entre os Capuchos e a Costa.

Costa da Caparica, Alfredo Keil (1851 - 1907).
Imagem: Palácio do Correio Velho

1854Incêndio, o fogo Rosa do Ché-Ché que consome 50 barracas.
1876O Padre Hughes instala-se na Costa e dá início ao Colégio do Menino Jesus.

Costa da Caparica, Colégio do Menino Jesus dito "convento", imagem estereoscópica (detalhe), c. 1900
Imagem: Arquivo Municipal de Lisboa

1878Abertura da vala da Costa, com a função de drenar os pântanos do Juncal.
1878Florestação das dunas da Costa e Trafaria, por iniciativa do deputado Costa Pinto.

Plano hydrographico da barra do porto de Lisboa (detalhe), Francisco M. Pereira da Silva, 1857.
Imagem: Biblioteca Nacional de Portugal

1879Construção do Poço ou Fonte da Bomba.

Praia do Sol, C. Caparica, ed. José Nunes da Silva, s/n, Poço de Bomba, Chafariz
Imagem: Delcampe

1880Reedificação da Igreja da Costa por João Ignácio Alfama da Costa.

Costa da Caparica, Igreja de Nossa Senhora da Conceição, Mário Novais, 1946.
Imagem: Fundação Calouste Gulbenkian

1882Início das obras de drenagem do pântano do Juncal.
1882Construção de duas estradas de acesso à Trafaria e Costa.
1886Incêndio que destrói 60 barracas, o fogo do Costa Pinto.

Costa da Caparica, Depois do incendio de 1884, desenho de Rafael Bordalo Pinheiro
Imagem: Hemeroteca Digital

1888Construção da estrada que liga Almada, a Trafaria e a Costa, dirigida por Liberato Teles.

Trafaria, Estrada da Costa, ed. Manuel Henriques, 16, década de 1900.
Imagem: Delcampe

1895Intensas cheias provocam o transbordo das valas e o alagamento dos terrenos.
1895Possível início da construção da duna artificial ou "escarpado".

Costa da Caparica, o "escarpado" junto à praia, vista aérea, 1930 — 1932.
Imagem: Arquivo Municipal de Lisboa

1925Classificação da Costa de Caparica como estância balnear, DR nº 11335, de 9 de Dezembro.
1926Criada a freguesia da Trafaria que abrange a Costa, DR nº 12432, 7 de Outubro.
1929Naufrágio do Pensativo a 12 de dezembro.
1930Apresentado o plano modernista para a Costa de Caparica pelo arquiteto Cassiano Branco.

Costa de Caparica, Praia Atlântico.
Pormenor de Solução Urbanística, Cassiano Branco, Arquitecto, 1930.
Imagem: Arquivo Municipal de Lisboa

1931Construção da ligação entre a Trafaria e a Costa, denominada por estrada florestal.

Trafaria, Estrada da Costa, ed. Manuel Henriques, 16, década de 1900.
Imagem: Delcampe

1934Primeira brochura turística a abordar exclusivamente a Costa de Caparica.

Praia do Sol, Caparica, ed. Guia de Portugal Artístico, M. Costa Ramalho, 1934.
Imagem: Biblioteca Nacional de Portugal

1934Inaugurado o Hotel Praia do Sol, a primeira unidade hoteleira do distrito de Setúbal.

Costa da Caparica, Hotel Praia do Sol, ed. Passaporte, 10, década de 1950.
Imagem: Delcampe

1938Inaugurada a Casa dos Pescadores da Costa de Caparica.

Costa da Caparica, Casa dos Pescadores, Comissão Municipal de Turismo, ed. Neogravura, Mario Novais, 1946.Imagem: Delcampe - Bosspostcard

1939Inaugurada a Colónia de Férias Um Lugar ao Sol da FNAT.

Costa da Caparica, FNAT, Colónia de férias Um Lugar ao Sol.
Imagem: Delcampe

1946Apresentado o Plano de Urbanização dos arquitetos Gröer e Faria da Costa.

Planta de Conjunto do Plano de Urbanização da Costa da Caparica, Mário Novais, 1946.
Imagem: FCG Biblioteca de Arte

1949Criada a freguesia da Costa da Caparica, desanexada à Trafaria.
1952Concluídas as obras de restauro do Convento dos Capuchos.

Costa da Caparica, Almada, Convento dos Capuchos (após o restauro em 1952), Ed. Passaporte, 32
Imagem: Fundação Portimagem

1952Inaugurado o Parque de Campismo do Clube de Campismo de Lisboa.

Costa da Caparica, entrada do parque do Clube de Campismo de Lisboa.
Imagem: Delcampe

1957Construída a primeira estrutura de defesa costeira, o esporão da Cova do Vapor.
1960Inauguração do comboio turístico Transpraia.

Costa da Caparica, O Transpraia, ed. Passaporte, 615
Imagem: Delcampe, Oliveira

1960A área entre a Trafaria e a FNAT passa a designar-se por S. João da Caparica.
1962Galgamentos de mar e destruições na Costa de Caparica.
1964A Arriba Fóssil da Costa de Caparica é cortada em Brielas para a passagem Via Rápida.

Vista de Caparica tomada dos Capuchos, após os desaterros no vale cego de Brielas para a construção do IC 20.
Imagem: Arquivo Municipal de Lisboa

1970Construído o Bairro Campo da Bola, demolido durante Programa Costa Polis.
1971As dunas do topo da Arriba Fóssil integram a mata dos Medos, Reserva Botânica.
1971Concluído o Plano Geral de Urbanização da Trafaria-Vila Nova-Costa de Caparica.

Costa da Caparica, vista aérea, c. 1980.
Imagem: Delcampe, Bosspostcard

1984A Arriba Fóssil é constituída Paisagem Protegida, DR n.º 168/84, 22 de maio.
1985A Costa da Caparica é elevada a vila, 9 de julho.
1995Início da cobertura da rede de esgotos de drenagem pluvial.
1998Demolida a Casa da Coroa, "por se encontrar em elevado estado de degradação".

Brasão e Coroa do Reino de Portugal antes colocados na "casa da coroa"
Imagem: caparica news

2000Obras de restauro do Convento dos Capuchos.
2003Reparação do paredão sob a tutela do INAG, após abatimento do mesmo.
2004Discussão pública dos Planos de Pormenor do Projeto Costa Polis.
2005A Costa de Caparica é elevada a cidade, DR nº 10/2005, 26 de janeiro.
2007Início das obras do Projeto Polis na Costa de Caparica.
2007Obras de alimentação artificial de praias.
2008Obras de alimentação artificial de praias.
2008Inaugurado o Jardim Urbano da Costa de Caparica, obra do Projeto Polis.
2009Obras de alimentação artificial de praias.
2010Término do Projeto Polis sem que todos os trabalhos tivessem sido concluídos. (2)

Costa da Caparica, praias urbanas Costa Polis, 2009.
Imagem: Programa Polis

No ano atual, 2014, assistiu-se a relatos de um inverno violento para a Costa de Caparica e Cova do Vapor, causando inúmeros estragos nos apoios de praia e infraestruturas mais próximas. 

Marítimo da Costa de Caparica, Narciso Afredo de Morais Moraes.
Imagem: Hemeroteca Digital

As investidas do mar nesse Inverno colocaram novamente a descoberto a obra de defesa costeira dos anos 60 do século XX, que consistia em blocos do Miocénico (material da Arriba) enterrados a fim de proteger a duna.

Costa da Caparica, A praia 35 K de comprida, ed. Passaporte, 10, década de 1950.
Imagem: Fundação Portimagem

No Verão de 2014 recorreu-se novamente à alimentação artificial de praias, a fim de reconstituir o perfil de praia e deste modo tornar possível a sua utilização em época balnear. (3)


(1) Marta Oliveira, Evolução Natural e Antrópica Trafaria - Cova do Vapor - Costa de Caparica, Lisboa, UL, 2015
(2) ref.as cf. Marta Oliveira, op. cit.
(3) Idem

Tema:
Costa da Caparica

Sem comentários: